Total de visualizações de página

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

O adolescente e as drogas


     Atualmente é cada vez mais constante o consumo de drogas pelos adolescentes devido aos mesmos serem mais vulneráveis, o que preocupa é que a droga está sendo ingerida por volta dos 13 ou 14 anos, em algumas vezes apresentada aos adolescentes por um adulto. Esse problema faz com que muitos jovens saiam de casa perdendo dessa forma o apoio da família e passando assim a morar nas ruas.
    Uma das soluções para o problema é o governo investir mais em campanhas  alertando os adolescentes dos malefícios das drogas.

Qual a profissão irei seguir?

  É na adolescência que começamos a nos fazer alguns questionamentos, como por exemplo: qual a profissão seguir? Essa é uma pergunta frequente e que ficamos confusos ao tentarmos responde-la, esse é um conflito vivenciado por muitos jovens.
   O primeiro passo para escolher a carreira certa é ter calma, não se deixar influenciar pelos outros, se possível faça alguns testes vocacionais, escreva uma relação com as profissões que está em dúvida, veja qual se adéqua com o seu perfil, sempre lembrando que para tornar-se um profissional é preciso do estudo, pois ele é a base de tudo.

O namoro na adolescência


    Um dos maiores motivos de divergência entre pais e filhos, na adolescência, encontra-se descrito em duas palavras: relacionamento amoroso.
    Quando o filho vivencia a fase da adolescência, os pais acham que ainda não chegou à hora certa para construir um relacionamento com outra pessoa (namoro). Em decorrência da reprovação dos pais, os filhos passam a fazer coisas as escondidas, e, em virtude da proibição, acabam adotando comportamento rebelde diante dos pais, encontrando, na maioria das vezes, como alternativa, conversar com os amigos – estes servem como uma espécie de diário – sendo intitulado de muito confiáveis! Geralmente estes (os amigos) possuem a mesma faixa etária; sendo assim, os conselhos dados pelos mesmos não devem ser encarados com tanta seriedade. 
    O que realmente ocorre é que para os pais, seus filhos nunca crescem - sempre serão pequenos como ao nascer. Acham que não têm responsabilidade para resolver seus problemas sozinhos, querem sempre tê-los sobre o calor e carinho de suas “asas”.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

CONSELHOS AMOROSOS



PARA AS PESSOAS QUE GOSTAM DE PAQUERAR- Nunca diga "te amo" se não te interessa.Nunca fale sobre sentimentos se estes não existem.Nunca toque numa vida, se não pretende romper um coração.Nunca olhe nos olhos de alguém, se não quiser vê-lo derramar em lágrimas por causa de ti.A COISA MAIS CRUEL QUE ALGUÉM PODE FAZER É PERMITIR QUE ALGUÉM SE APAIXONE POR VOCÊ, QUANDO VOCÊ NÃO PRETENDE FAZER O MESMOPARA AS PESSOAS QUE TEM O CORAÇÃO PARTIDO- A DOR DE UM CORAÇÃO PARTIDO É INEVITÁVEL, MAS O SOFRIMENTO É OPCIONAL! E LEMBRE-SE: É MELHOR VER ALGUÉM QUE VOCÊ AMA FELIZ COM OUTRA PESSOA, DO QUE VÊ-LA INFELIZ AO SEU LADO
PARA AS PESSOAS  INOCENTES- Ela(e) se apaixonou por ti, e você não teve culpa, é verdade.Mas pense que poderia ter acontecido com você. Seja sincero, mas não seja duro; não alimente esperanças, mas não seja crítico; você não precisa ser namorado(a), mas pode descobrir que ela(e) é uma ótima pessoa e pode vir a se tornar uma(um) grande amiga(o).
PARA AS PESSOAS QUE TEM MEDO DE TERMINAR- As vezes é duro terminar com alguém, e isso dói em você.Mas dói muito mais quando alguém rompe contigo, não é verdade?Mas o amor também dói muito quando ele não sabe o que você sente.Não engane tal pessoa, não seja grosso(a) e rude esperando que ela(e) adivinhe o que você quer.Não a (o) force terminar contigo, pois a melhor forma de ser respeitado é respeitando.Pra terminar ...Eterno, é tudo aquilo que dura uma fração de segundo, mas com tamanha intensidade, que se petrifica, e nenhuma força jamais o resgata....Um dia descobrimos que beijar uma pessoa para esquecer outra, é bobagem.Você não só não esquece a outra pessoa como pensa muito mais nela...Um dia descobrimos que se apaixonar é inevitável...Um dia percebemos que as melhores provas de amor são as mais simples...Um dia percebemos que o comum não nos atrai...Um dia saberemos que ser classificado como o "bonzinho" não é bom. Seja você mesmo e nao se esconda por traz de nehuma máscara, seja ela com as melhores das intenções, ela sempre cai.
Essas são algumas dicas pra que está em dificuldade em algum desses casos. Muito complicado. Falo assim pois já passei por esses quatros topicos.

=)





Mulher bonita mesmo, não precisa de roupas mínimas pra mostrar que tem um corpo bonito,nem querer chamar a atenção de todos na rua, basta um bom cérebro, um bom coração e um sorriso no rosto pra ser muito mais especial e valorizada.

sábado, 8 de outubro de 2011

Grávida! :O

Grávida! :O

Na maioria das vezes, as adolescentes caem como patinhos na lábia dos namorados. Eles sempre usam aqueles mesmos argumentos baratos (mas que, por algum motivo continuam funcionando u_u) como "eu te amo", "se vc me ama, prove" ou "vc não confia em mim??:( " e facilmente conseguem o que querem, já que a maioria das meninas de hj em dia que passa o dia lendo aquelas revistas adolescentes se ilude a ponto de confiar 100% neles, e achar que o que os dois sentem é um profundo e verdadeiro amor.

No final feliz do romance, novidade: eles tiram o time de campo e sobra tudo para elas. Ou para os pais delas. A não ser em caso de DSTs, que podem atingir ambas as partes, a menina é a única que corre o risco de pagar pelo erro durante a vida toda ficando grávida, sendo descartada como copinho de plástico por aquele que 5 min atrás estava jurando amor eterno, tendo muitas vezes que interromper os estudos para se dedicar ao filho (e quando isso não acontece, adivinha quem fica com pena da filhinha e acaba assumindo a tarefa de cuidar do bebê?) e, lógico, ficando com um pequeno trauma cujas consequências mudarão sua vida completamente, sem volta. Quero dizer, partindo do pressuposto que ela vai ser complacente o suficiente para não fazer um aborto, é claro.


Bom, pra resumir meu pensamento: a não ser em casos de exceção como estupro ou situações de alto risco, todas têm, sim, capacidade e direito de escolha.


Mas acabam escolhendo errado.


Ou deixando essa tarefa para os hormônios mesmo.

Seu Comentario